15/01/10

O positivismo

Bem, não tenho estado a escrever nada aqui, não por falta de tempo, mas sim por uma enorme falta de inspiração. Aliás, é como um diário: Levo meia página a prometer que não me vou esquecer de escrever quase todos os dias, e só volto a vê-lo passado um ano... Enfim, cada pessoa com as suas "manias" certo? Bem, hoje não me apetece meter um poema, mas sim falar convosco (se é que alguém lê isto). Queria falar sobre o positivismo. O que é que nos motiva a continuar adiante? Como é que ainda ninguém espancou um daqueles "doutores" que passam a vida a dizer que é preciso ser positivo? Simplesmente, porque dei conta de que isso é verdade. O mundo não acaba, por mais desgraças que nos aconteçam. Eu sei que agora muita gente vai dizer "ah, mas tu és uma criança, o que é que sabes tu da vida?". Pois posso não saber muito, mas é mesmo por não saber tanto, e por não ter "mil preocupações" que percebo melhor que existem soluções simples, mesmo para problemas complexos. E o primeiro passo para iniciar a solução, é termos consciência, que por muitas voltas que a vida vá dar, se continuarmos vivos, continuamos em frente e pronto. "Enquanto há vida, há esperança" certo? Não sei porque me lembrei de falar disto, a serio que não, mas acho que por mais ridículo que isto esteja, quem ler isto devia pensar bem sobre o assunto e entender que em maior parte dos casos, não há razão para tanto desespero. Tudo acontece por uma razão. E demos ver o que acontece não como uma coisa horrível, mas sim como uma oportunidade para nos "construirmos" tanto a nível pessoal, como do modo que olhamos para a sociedade.

2 comentários:

  1. Ao ler este post, é que fiquei mesmo de boca aberta. Tu escreves muito bem Sara! Gostei do tema, principalmente porque eu sou uma pessoa, hã, pessimista. Mas gostei da tua opinião. Na minha opinião, acho que as pessoas não devem ser em positivas nem negativas. As pessoas têm de ver o que lhes vai acontecendo na vida, para que no futuro possam tentar evitar fazer erros que fizeram no passado

    ResponderEliminar
  2. Não sei como é que não comentei isto antes. Mas este post está lindo :)

    ResponderEliminar